Buscar

Promovendo impacto social positivo com a ação “Ajudar é Fácil”


Quem fez?

A Rede Fácil Construção atua nos estados da Paraíba e Pernambuco, no setor de varejo de materiais de construção. Além de contribuir com a competitividade dos seus associados, por meio de um portfólio de serviços, a rede entende que é seu papel gerar impacto positivo nas comunidades em que atua. Embora não seja possível solucionar todos os problemas sociais, é possível contribuir para a qualidade de vida de várias famílias nas regiões em que atua.


Qual era o desafio?

Muitas famílias na região de atuação dos associados da Rede Fácil se encontram em situação de vulnerabilidade social e não possuem condições financeiras para realizar a compra de materiais de construção para realização de pequenos reparos em suas residências. Com isso, acabam morando em condições precárias ou enfrentam sérios problemas estruturais que comprometem significativamente sua qualidade de vida.


O que a rede fez?

A rede desenvolveu uma ação social em parceria com fornecedores, representantes comerciais, colaboradores e profissionais da construção. O projeto surgiu de uma colaboradora de uma loja que, no início da pandemia, sentiu a necessidade de ajudar algumas pessoas. Logo a rede transformou essa pequena ação em uma prática institucionalizada, engajando os lojistas e partes interessadas para contribuírem com o projeto. O intuito da ação consiste em beneficiar famílias que se encontram em situação de vulnerabilidade social, por meio de reformas estruturais nas residências, doação de kits de higiene pessoal e cestas básicas personalizadas para os moradores de cada lar beneficiado. Também inclui serviços de saúde, tais como aferição de pressão, controle glicêmico e apoio psicológico. Todo o trabalho voluntário conta com a mão de obra voluntária de colaboradores das lojas, eletricistas, pedreiros e demais profissionais da construção civil. Fornecedores parceiros apoiam com a doação de insumos para execução do projeto. Primeiramente, a rede realiza um mapeamento de áreas socialmente desfavorecidas de suporte e infraestrutura, para selecionar quais locais serão contemplados com a ação social. Depois, são estabelecidos critérios de seleção para a escolha das casas do bairro selecionado. O levantamento das informações de campo conta com fotos e outros registros de diário de campo, que ajudem a rede a decidir quais locais serão escolhidos. A equipe da rede inicia a organização cerca de 45 dias antes de realizar a ação social. O primeiro passo consiste em apresentar o projeto para o proprietário da loja situada na região mais próxima do local que será beneficiado e compreender quais são as necessidades da família que ali reside. A loja da rede que coordenará a ação social fica responsável por visitar as famílias que serão contempladas, para organizar a dinâmica da reforma do final de semana. No dia do evento, toda a rede comparece para apoiar as ações a serem realizadas no local. A rede fica responsável por contatar as empresas parcerias do projeto para organizar a ação, tendo um papel importante na motivação dos parceiros prestadores de serviço (eletricistas e pedreiros, por exemplo). Essa etapa de motivação é importante, considerando que os projetos são desenvolvidos no sábado e domingo. Em conjunto com os parceiros, a rede analisa quais modificações serão necessárias na casa dos beneficiados. Em conjunto, analisam a viabilidade técnica de operação dentro do tempo de dois dias (troca de energia, cabos, lâmpadas, troca de assento sanitário, instalação de nova bacia sanitária, torneira, pinturas, piso). Essa etapa é indispensável para que a ação ocorra bem no dia.


Quais foram os resultados?

A ação é realizada semestralmente e, a cada execução, tem tomado maiores proporções quanto ao número de famílias beneficiadas, ganhando cada vez mais relevância social. Até o momento foram realizadas duas edições e 13 famílias foram beneficiadas. Além de gerar impacto social, a prática fortalece o propósito da rede junto aos associados: “cuidar da casa e da família é o nosso maior investimento”.


Quais são as recomendações para outras redes?

Para o sucesso de práticas como a realizada pela Rede Fácil Construção é indispensável engajar os associados para que participem no dia do evento. Além disso, como se trata de uma obra de intervenção na residência das famílias, é muito importante organizar o cronograma da obra com antecedência e com isso evitar transtornos.


Fonte: Gestão de Redes e Centrais de Negócios - Estratégias e práticas, Pr. Dr. Douglas Wegner e Aruana Rosa Souza Luz.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo