Buscar

Práticas para a Gestão da Cooperação


Profissionalizar a gestão de redes de PMEs parece uma obviedade, mas o fato é que muitas redes ainda são criadas com a ideia de que o desejo de cooperar automaticamente levará aos objetivos coletivos.


Na prática, somente aquelas redes que estabelecem uma gestão profissional e buscam suporte tecnológico para suas ações, conseguem alcançar a maturidade e gerar resultados consistentes ao longo do tempo.


O caso da Rede Unicalce, com o apoio da Área Central, mostra a importância de profissionalizar a gestão.


Como profissionalizar a gestão, melhorar o relacionamento com os parceiros e gerar mais receitas para as ações da rede? Quem fez? A Rede Unicalce foi fundada em 2006 por empresários do segmento do varejo de calçados no estado do Rio Grande do Sul, com apoio do Programa Redes de Cooperação, do Governos do Estado. Desde então, esse empresários passaram a se reunir periodicamente para desenvolver ações em conjunto para potencializar a competitividade das lojas no mercado. Em 2016, a rede contratou uma empresa de consultoria, melhorando sua organização interna, fortalecendo a parceria com fornecedores e aumentando consideravelmente sua receita. A rede possui 14 associados que usam a fachada padrão e 3 lojas que são associadas compradoras (em 2019). Como a rede fez? A rede contratou um Gestor Executivo, responsável por dar encaminhamento a todas as ações dos comitês e por mantes as ações da rede formalizadas. Também foi implementado o software Área Central, específico para gestão de rede, que gera informações mais precisas para embasar as decisões. Também foi realizada uma alteração estatuária, criando uma nova categoria de associação, denominada ''Associado Comprador'', que possibilita a entrada de novas lojas para participar do benefícios de compras da rede.

Futuramente esses associados compradores podem ser convertidos em associados que também usam a marca e demais serviços da rede.

Qual foi o resultado? A profissionalização da gestão levou a reuniões organizadas, com foco nas pautas do dia, maior agilidade na tomada de decisões e redução de trabalho para os associados na execução de atividades operacionais da rede.

Além disso, o fortalecimento da parceria com os fornecedores gerou um aumento médio 100% na receita da rede. A categoria de Associado Comprador permitiu a entrada de novos associados na rede, que contribuem para o volume de negócios e a parceria com os fornecedores.

Saiba mais no livro Redes, Alianças e Parcerias: ferramentas e práticas para a gestão da cooperação emrpesarial

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo