Buscar

How do governance an relational rents envolve during the maturity stages of supply chains?


Confira o artigo derivado da tese de doutorado da Tatiane Pellin Cislaghi, publicado no Supply Chain Management Journal (IF 4,725), um dos mais prestigiados journals sobre cadeia de suprimentos.


No estudo conduzido com cadeias de suprimentos de alimentos orgânicos no Brasil, identificamos que as empresas compradoras têm um papel central na escolha de mecanismos formais e informais de governança para gerar rendas relacionais, ou seja, aquelas que somente podem ser alcançadas por meio da cooperação.


Cabe às empresas compradoras, maiores e mais fortes que os produtores envolvidos na cadeia, estabelecer mecanismos relacionais, estimular a cooperação e promover aprendizagem para garantir ganhos mútuos. Cadeias cuja governança é baseada em uma combinação de governança formal e informal, conseguem superar com mais facilidade crises de demanda e retrações do mercado.


Ficou interessado nos detalhes da pesquisa e em como promover ganhos relacionais por meio de uma governança colaborativa? Os links para o paper estão nos comentários.

Tatiane Pellin Cislaghi, IFRS Douglas Wegner, Unisinos Luciana Marques Vieira, FGV


#pesquisacientifica#supplychainmanagement


0 comentário