top of page
Buscar

Como tornar a gestão mais profissional e liberar os associados das tarefas operacionais comuns?



Quem fez?

A Casabem é uma rede associativa formada por lojas de móveis e decoração, criada em setembro de 2007 por empresários de várias cidades do Rio Grande do Sul. Tem como missão "proporcionar o crescimento sustentável dos associados, promovendo melhorias na gestão e viabilizando novos modelos de negócios". O grande desafio do empresário que integra uma rede como a Casabem é tornar-se competitivo em um mercado dominado por grandes redes corporativas. A rede conta com um gestor executivo e quatro funcionários responsáveis pela gestão (2018).


Qual era o desafio?

A Casabem percebeu que mantendo o modelo de governança adotado na criação da rede não conseguiria se desenvolver. A rede estava estagnada, havendo a necessidade de renovação, de desenvolver novos projetos, de inovar e ampliar o nível de serviços aos associados. As ações da rede eram planejadas e executadas por equipes de trabalho (negociação, comunicação, desenvolvimento do associado e inovação) compostas pelos próprios associados. Esses associados se encontravam um turno por semana na sede da rede e, neste período, tentavam encaminhar todos os assuntos. O modelo tornava a rede lenta e com uma capacidade limitada de execução de ações.


O que foi feito?

Em 2017 a Casabem iniciou um projeto de profissionalização. No novo modelo, a definição das estratégias passou a ser de responsabilidade dos associados e a execução de uma equipe contratada. Cada equipe de trabalho conta com o apoio de um colaborador da sede. Estes colaboradores, após as reuniões, são responsáveis por fazer com que as ações planejadas sejam efetivamente realizadas. Além disso, os colaboradores preparam as informações e dados necessários à tomada de decisões para as próximas reuniões. Houve uma gradativa mudança para o modelo de governança por Organização Administrativa da Rede, em que há profissionais responsáveis pela execução das ações.


Qual o resultado?

A mudança na governança e a profissionalização da gestão tornaram o processo de tomada de decisões mais ágil e com base em dados. Também permitiu melhorar o nível de serviços da rede e desenvolver novos projetos, buscando inovações para a rede. Como há funcionários responsáveis pela preparação das reuniões e execução das ações planejadas, os associados estão mais focados nos pontos de venda e na rentabilidade das lojas.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page