Buscar

Como promover a eficiência energética e a sustentabilidade de empreendimentos vinculados a redes?

Práticas que buscam melhorar o uso das fontes de energia têm estado cada vez mais em pauta. Na Alemanha, não é diferente: a fim de fomentar a utilização de energias renováveis que se deu a criação da virada energética, um projeto de políticas econômicas e ambientais que visa abandonar o petróleo, carvão, gás e energia atômica. Desse modo, as redes alemãs tiveram de aderir à utilização racional da energia. Abaixo, conheça as práticas adotadas pela Mittelstandsverbund, uma federação alemã de redes.


Quem fez?

O Mittelstandsverbund (Federação Alemã de Redes e Centrais de Negócios) é uma entidade que representa empresas de pequeno e médio porte do comércio, serviços e trabalhos manuais, que cooperam em redes associativas na Alemanha. Essa entidade reúne 230.000 empreendimentos de pequeno e médio porte vinculados a cerca de 300 redes associativas. As redes representadas pela entidade atuam em 45 segmentos de atividades distintas e geram negócios no volume de 490 bilhões de euros por ano (em 2018).


Qual era o desafio?

A Alemanha assumiu o desafio de ser um dos líderes globais em sustentabilidade, energia renovável e eficiência energética. Como tal, vem empreendendo esforços para transformar também o perfil dos negócios em relação a essa estratégia. Além disso, a sociedade também vem sinalizando um interesse crescente por empreendimentos que adotem uma postura de responsabilidade social e ambiental. O desafio do Mittelstandsverbund, como entidade representativa, é promover uma mudança cultural de redes e empresas associadas em direção a uma maior sustentabilidade e eficiência energética, alinhando esses empreendimentos com a tendência geral do mercado e o direcionamento do Governo da Alemanha.


Como a rede fez?

O Mittelstandsverbund criou o projeto piloto "Klimaprofi für den Mittelstand" -

Profissionais do Clima para os Empreendimentos de Pequeno e Médio Porte. O objetivo do projeto, financiado pelo Ministério do Meio Ambiente da Alemanha, é oferecer consultoria gratuita sobre eficiência energética para melhorar a utilização de recursos dos pequenos empreendimentos e promover a redução de custos relacionados à utilização de energia. Os consultores avaliam as oportunidades de melhoria, fazem recomendações e auxiliam na implementação das melhorias. O projeto teve início em 2016 e terminou em dezembro de 2019, com uma meta de gerar uma redução total de 8.200 toneladas de CO2 nos empreendimentos atendidos, além de sensibilizar os proprietários e funcionários para a importância da sustentabilidade e da eficiência energética.


Qual o resultado?

O projeto gerou redução de custos no uso de equipamentos, eficiência energética

de prédios e instalações dos empreendimentos atendidos e contribuiu para sensibilizá-los quanto à importância de buscarem a sustentabilidade. Até o início de 2019 foram realizadas mais de 300 consultorias e já foi gerada uma redução total de 6.000 toneladas de CO2 emitidas. Durante o projeto, os empreendedores também tiveram a oportunidade de testar veículos elétricos por uma semana, para conhecer os benefícios de utilizar esses veículos. Além disso, os empreendimentos que alcançaram metas específicas receberam um certificado de participação no projeto, que pode ser utilizado nas estratégias de marketing da empresa e da rede.


Fonte: "Redes, Alianças e Parcerias: ferramentas e práticas para a gestão da cooperação empresarial”(2019), Douglas Wegner.



0 comentário