top of page
Buscar

Colaboração e Inovação





🌊 Quando Hokusai concluiu sua famosa pintura “A Grande Onda de Nakagawa”, em 1830, o Japão estava se abrindo para o mundo exterior depois de dois séculos de clausura. O monte Fuji, ao fundo, representa a estabilidade, a solidez e a alma da cultura japonesa, enquanto as ondas quebrando sobre os frágeis barcos de pescadores representam a ameaça do exterior e da cultura ocidental sobre o Japão. Representam medo, receio com o risco da destruição que o externo e o desconhecido podem causar.


🏯 Muitas organizações que permaneceram historicamente fechadas e com uma forte cultura de proteção ao conhecimento interno, veem a colaboração com parceiros externos como uma ameaça semelhante à Grande Onda de Hokusai. É evidente que qualquer colaboração, seja uma simples parceria, aliança ou a participação em uma rede, não vem livre de riscos. A organização precisa se abrir gradualmente, ensaiar a colaboração e torna-la parte da cultura. Enxergá-la como uma grande ameaça possivelmente fará com que seus muros permaneçam fechados.


🤝 O processo de abrir-se à colaboração começa por refletir sobre as 𝙣𝙚𝙩𝙬𝙤𝙧𝙠𝙞𝙣𝙜 𝙘𝙖𝙥𝙖𝙗𝙞𝙡𝙞𝙩𝙞𝙚𝙨 da organização, ou seja, sobre as suas capacidades de se relacionar com parceiros externos e efetivamente se beneficiar da colaboração. É com essas competências que será possível obter a melhor combinação de conhecimento e cultura interna (o Monte Fuji) e o conhecimento e inovação externos (a Grande Onda).

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page